Marcando uma grande empolgação em seu conhecimento sobre como viver de filosofia.“Conhecer a si próprio é o maior saber”.

domingo, 24 de setembro de 2017

O Paralelo entre Neo e Sócrates

Qual o paralelo entre Neo e Sócrates?

Qual o paralelo entre Neo e Sócrates?




Nos dois contos vemos que os personagens acreditam em uma realidade irreal/abstrata, porém concreta para eles.

Preceitos Filosóficos Como pode ser interpretada a questão de Neo ser "o escolhido"?


Para se libertarem de tal irrealidade, Neo e Sócrates tem como objetivo mostrar a verdade, e sair dessa ilusão demonstrando a existência de um mundo que transcende nossos sentidos físicos, onde se encontra a verdade, mas chegar na verdade é difícil e sofrido, porém necessário.

Ele tem como missão libertar a humanidade dessa falsa realidade imposta pela Matrix.

Eles pertenciam ao mundo "real" antes de ficarem presos, mas ao ficarem presos foram obrigados a adotar e criar suas próprias regras, independentemente, do mundo lá fora, ou o "mundo real".

Após chegar ao mundo real e ser treinado, Neo é o único que consegue ver a verdade dentro da Matrix.

O livro "Os Exploradores de Cavernas" com o Mito da Caverna.

A grande questão do livro é que eles são obrigados a criar suas próprias regras, independente das regras colocadas no "mundo real", pelo poder jurídico (que é crime matar alguém).

Ao contrário do ”Mito da Caverna”, onde eles já nascem presos e com regras inatas e apenas um deles acaba conhecendo o mundo "real".

Após alguns dias, as autoridades os encontram, porém enquanto é feito o resgate, eles são informados por um médico que esta assistindo o resgate, que os suprimentos não são suficientes para eles sobreviverem até serem salvos, então os exploradores decidem, com seus dados, quem deverá se sacrificar para eles poderem se alimentar.

Qual seria o paradoxo entre Matrix e o Mito da Caverna?


Morfeu tem total importância no filme Matrix, ele foi informado pelo Oraculo sobre a vinda do “escolhido”.

O livro "Os exploradores de Cavernas” fala sobre um grupo de exploradores de cavernas, que ficam presos dentro de uma caverna.

Essas sombras na verdade são projetadas por outros homens assim como eles que estão acorrentados e por meio de madeiras e pedras para distorcem o que é real ou não.

Sócrates é convidado para conversar com o Oráculo e diz que “só sei que nada sei” e então o Oráculo diz: “Sócrates é o mais sábio de todos os homens, pois é o único que sabe que não sabe”.

No Mito da Caverna, temos a imagem de pessoas acorrentadas, no fundo de uma caverna, de frente a uma parede onde podem ver apenas as sobras de tudo aquilo que há atrás delas.

Seu objetivo é libertar a humanidade dessa realidade falsa constituída por maquinas, além disso ele gera grande esperança a todos e sem ele todos teriam sucumbido a irrealidade.

Ele quebra a barreira dos sentidos físicos e vai além com a sua percepção da realidade, enxergando o real em sua volta, sem deixar se influenciar pela Matrix e lutando contra a dor e o medo que o deixava "cego".

Neo é o escolhido e o único que consegue enxergar Matrix como ela realmente é, ou seja, feita de dados de programação.


O que é um oráculo?


A palavra oráculo possui dois significados principais, que aparecem nas expressões "consultar um oráculo" e "receber um oráculo".

"O que é isso que você está fazendo?".

"O que é isso que você está dizendo?

Entre os gregos antigos, essa pessoa especial costumava ser uma mulher e era chamada sibila.

"Você sabe o que é isso em que você acredita?"


Em Matrix, aparece a sibila, uma mulher que recebeu o oráculo (isto é, a mensagem) e que é também o oráculo (ou seja, a transmissora da mensagem).

Essa mulher pergunta a Neo se ele leu o que está escrito sobre a porta de entrada da casa em que acabou de entrar.

No primeiro caso, significa "uma mensagem misteriosa" enviada por um deus como reposta a uma indagação feita por algum humano; é uma revelação divina que precisa ser decifrada e interpretada.


O oráculo, que era uma mulher, perguntou-lhe: "O que você sabe?".


Qual é o poder da Matrix?

Sócrates, como todos sabem, é o patrono da Filosofia.

Os atenienses acreditavam que sabiam o que era a coragem.

O que procurava Sócrates?


Quem viu o filme Matrix – antes que se tornasse o primeiro de uma série – há de se lembrar da cena em que o herói Neo é levado pelo guia Morfeu para ouvir o oráculo.

Aquilo que uma coisa, uma idéia, um valor é realmente em si mesmo chama-se essência.

Se voltarmos ao filme Matrix, podemos perguntar por que foi feito o paralelo entre Neo e Sócrates.


Comecemos pelo nome das duas personagens masculinas principais: Neo e Matrix.

Neo significa "novo ou "renovado" e, quando dito de alguém, significa "jovem na força e no ardor da juventude".

Essa palavra é latina.

Como os de Neo, os combates socráticos era também combates mentais ou de pensamentos.

Os atenienses acreditavam que sabiam o que era a coragem.

Qual o poder da Matrix?


Morfeu pertence a mitologia grega: era o nome de um espírito, filho do Sono e da Noite, que possuía asas e era capaz,num único instante, de voar em absoluto silêncio para as extremidades do mundo.

Os atenienses achavam, por exemplo, que sabiam o que era a Justiça.

Várias vezes , Morfeu pergunta se ele tem sempre a impressão de estar dormindo e sonhando, como se nunca tivesse certeza de estar realmente desperto.

Essa pergunta deixa de ser feita a partir do momento em que entre uma pílula azul e uma vermelha (como a papoula da mitologia), que o fará ver a realidade.

O paralelo entre Neo e Sócrates não se encontra apenas no fato de que ambos são instigados por "espíritos" que os fazem desconfiar das aparências nem apenas pelo encontro com um oráculo e o "Conhece-te a ti mesmo", e nem apenas porque ambos lidam com matrizes.

Mas esse conto fica para a terceira parte.

É dessa maneira que no filme, Morfeu se comunica pela primeira vez com Neo, que desperta assustado com o ruído de uma mensagem na tela de seu computador.

E, no primeiro encontro de ambos, Morfeu surpreende Neo por sua extrema velocidade, por ser capaz de voar e por parecer saber tudo a respeito desse jovem que não o conhece.

Usar e controlar a inteligência humana para dominar o mundo, criando uma realidade virtual ou uma falsa realidade na qual odos acreditam.

Todos os combates realizados por Neo e seus companheiros são combates cerebrais e dos sistema nervoso.

Por que as personagens do filme afirmam que Neo é “o escolhido”?


Por que eles estão seguros de que ele será capaz de realizar o combate final e vencer a Matrix?


Porque ele eras um pirata eletrônico, isto é, alguém capaz de invadir programas, decifrar códigos e mensagens, mas, sobretudo, porque ele também era um criador de programas de realidade virtual, um perito capaz de rivalizar com a própria Matrix e competir com ela.

Por Ter um poder semelhante ao dela, Neo sempre deconfiou de que a realidade não era exatamente tal como se apresentava.

Sempre teve dúvidas quanto à realidade percebida e secretamente questionava o que era a Matrix.

Essa interrogação o levou a vasculhar os circuitos internos da máquina (tanto assim que começou a ser perseguido por ela como alguém perigoso) e foram suas incursões secretas que o fizeram ser descoberto por Morfeu.


Por que Sócrates é considerado o “patrono da Filosofia”?

Por que Sócrates é considerado o “patrono da Filosofia”?


Porque jamais se contentou com as opiniões estabelecidas, com os preconceitos de sua sociedade, com as crenças inquestionadas de seus conterrâneos.

Ele costumava dizer que era impelido por espírito interior (como Morfei instigando Neo) que o levava a desconfiar das aparências e procurar a realidade verdadeira de todas as coisas.

Sócrates andava pelas ruas de Atenas fazendo aos atenienses algumas perguntas : “O que é isso em que você acredita?”, O que é isso que você está fazendo?”.

Os atenienses achavam, por exemplo, que sabiam o que era justiça.

Sócrates lhes fazia perguntas de tal maneira sobre a justiça que, embaraçados e confusos, chegavam à conclusão de que não sabiam o que ela significava.

Os atenienses acreditavam que sabiam o que significava a coragem.

Os atenienses acreditavam também que sabiam o que eram a bondade, a beleza, a verdade, mas um prolongado diálogo com Sócrates os fazia perceber que não sabiam o que era aquilo em que acreditavam.

A pergunta “O que é?” era o questionamento sobre a realidade essencial e profunda de uma coisa para além das aparências e contra as aparências.

Com essa pergunta, Sócrates levava os atenienses a descobrir a diferença entre parecer e ser, entre mera crença ou opinião e verdade.

Sócrates era filho de uma parteira.

Ele dizia que sua mãe ajudava o nascimento dos corpos e que ele era um parteiro, mas não de corpos e sim de almas.

Assim cimo sua mãe lidava com a matrix corporal, ele lidava com a matrix mental, auxiliando as mentes a libertar-se das aparências e buscar a verdade.

No filme, Neo é levado por Morpheu (o guia) para ouvir o oráculo.


No filme, há uma (Sibila), ela é a mensagem e, ao mesmo tempo, sua transmissora.

Em Atenas, muitos diziam que Sócrates era um sábio.

Ele respondeu: "Só sei que nada sei".

Por que Sócrates foi até o oráculo?


Ela pergunta a Neo se ele leu o que está escrito sobre a porta de entrada da casa em que acabou de entrar.

Neo significa "novo" ou "renovado".

Ele desejava saber o que era um sábio e se ele mesmo poderia ser chamado de sábio.

Essa pergunta deixa de ser feita a partir do momento em que, entre uma pílula azul e uma vermelha oferecidas por Morpheu, Neo escolhe ingerir a vermelha (como a papoula da mitologia), que o fará ver a realidade.

O oráculo diz a Neo que ele e somente ele poderá saber se é ou não aquele que vai livrar o mundo do poder da Matrix, portanto, somente conhecendo-se a si mesmo ele terá a resposta.

Ao que o oráculo disse: "Sócrates é o mais sábio de todos os homens, pois é o único que sabe que não sabe" Por que fazer o paralelo entre Neo e Sócrates?

Várias vezes, Morpheu pergunta a Neo se ele tem a impressão de estar dormindo e sonhando, sem nunca ter a certeza de estar realmente desperto.

É Morpheu quem lhe mostra a Matrix, fazendo-o compreender que passou a vida inteira sem saber se estava desperto ou se dormia e sonhava porque, realmente, esteve sempre dormindo e sonhando. "

No filme Matrix, Morpheu se comunica com Neo pela primeira vez, que desperta assustado com o ruído de uma mensagem na tela de seu computador.

No primeiro encontro, Morpheu surpreende Neo por sua extrema velocidade, por ser capaz de voar e por parecer saber tudo a respeito desse dele que não conhecia o Morpheu.

Esvoaçando sobre um ser humano ou pousando levemente sobre sua cabeça, tocando-o com uma papoula vermelha, tinha o poder não só de fazê-lo adormecer e sonhar, mas igualmente de aparecer-lhe no sonho, tomando a forma humana.

Se voltarmos ao filme Matrix, podemos perguntar por que ali foi feito o paralelo entre Neo e Sócrates.


Comecemos pelo nome das duas personagens masculinas principais: Neo e Morfeu.

Qual é o poder da Matrix?


Todos os combates realizados por Neo e seus companheiros são combates mentais entre os centros de sensação, percepção e pensamento humanos e os centros artificiais da Matrix.

Neo significa “novo” ou “renovado” e, quando dito de alguém, significa “jovem na força e no ardor da juventude”.

Em contrapartida, o “cérebro eletrônico” ou computador amplia e mesmo substitui as capacidades mentais ou intelectuais dos seres humanos.

E, no primeiro encontro de ambos, Morfeu surpreende Neo por sua extrema velocidade, por ser capaz de voar e por parecer saber tudo a respeito desse jovem que não o conhece.

Vencer o poder da Matrix é destruir a aparência, restaurar a realidade e assegurar que os seres humanos possam perceber e compreender o mundo verdadeiro e viver realmente nele.

É dessa maneira que, no filme, Morfeu se comunica pela primeira vez com Neo, que desperta assustado com o ruído de uma mensagem na tela de seu computador.

De fato, os objetos técnicos tradicionais ampliavam a força física dos seres humanos (o microscópio e o telescópio aumentam a força dos olhos; o navio, o automóvel e o avião aumentam a força dos pés; a alavanca, a polia, a chave de fenda, o martelo aumentam a força das mãos; e assim por diante).

Essa pergunta deixa de ser feita a partir do momento em que, entre uma pílula azul e uma vermelha oferecidas por Morfeu, Neo escolhe ingerir a vermelha (como a papoula da mitologia), que o fará ver a realidade.

A Matrix é o feitiço que se virou contra o feiticeiro, a inteligência artificial que destrói a inteligência humana, porque só subsiste sugando o sistema nervoso central dos humanos.

Usar e controlar a inteligência humana para dominar o mundo, criando uma realidade virtual na qual todos acreditam.

Várias vezes Morfeu pergunta a Neo se este tem sempre a impressão de estar dormindo e sonhando, sem nunca ter certeza de estar realmente desperto.

Morfeu pertence à mitologia grega: era o nome de um espírito, filho do Sono e da Noite, que possuía asas e era capaz, num único instante, de voar em absoluto silêncio para as extremidades do mundo.

Esvoaçando sobre um ser humano ou pousando levemente sobre sua cabeça, tocando-o com uma papoula vermelha, tinha o poder não só de fazê-lo adormecer e sonhar, mas também de aparecer-lhe no sonho, tomando a forma humana.

matrix Palavra latina derivada de mater, que quer dizer “mãe”.

Antes que a palavra computador fosse usada correntemente, quando só havia as enormes máquinas militares e de grandes empresas, falava -se em “cérebro eletrônico”.

É Morfeu quem lhe mostra a Matrix, fazendo-o compreender que passou a vida inteira sem saber se estava desperto ou se dormia e sonhava porque, realmente, esteve sempre dormindo e sonhando.

No filme, a Matrix tem todos esses sentidos: ela é, ao mesmo tempo, um útero universal onde estão todos os seres humanos cuja vida real é “uterina” e cuja vida imaginária é forjada pelos circuitos de codificadores e decodificadores de cores e sons e pelas redes de guias de entrada e saída de sinais lógicos.

A Matrix é o computador gigantesco que escraviza os homens, usando a mente deles para controlar seus sentimentos e pensamentos, fazendo-os crer que é real o que é aparente.

Sócrates andava pelas ruas de Atenas fazendo perguntas aos atenienses: “O que é isso em que você acredita?”, “O que é isso que você está dizendo?”, “O que é isso que você está fazendo?”.


Por que estão seguras de que ele será capaz de realizar o combate final e vencer a Matrix?


Os atenienses acreditavam que sabiam o que era a coragem.

Por que Sócrates é considerado o “patrono da filosofia”?

Como os de Neo, os combates socráticos eram também combates mentais ou de pensamento.

Porque ele era um pirata eletrônico, alguém capaz de invadir programas, decifrar códigos e mensagens, mas, sobretudo, porque ele também era um criador de programas de realidade virtual, um perito capaz de rivalizar com a própria Matrix.

Os atenienses acreditavam que sabiam o que eram a bondade, a beleza, a verdade, mas um prolongado diálogo com Sócrates os fazia perceber que não sabiam o que era aquilo em que acreditavam.

Os atenienses achavam, por exemplo, que sabiam o que era a justiça.

Sempre teve dúvidas sobre a realidade percebida e, secretamente, questionava o que era a Matrix.

Ele dizia que sua mãe ajudava no nascimento dos corpos e que ele também era um parteiro, mas não de corpos, e sim de almas.

O paralelo entre Neo e Sócrates não está apenas no fato de que ambos são instigados por “espíritos” que os fazem desconfiar das aparências, nem apenas por ambos consultarem um oráculo e receberem como mensagem o “conhece-te a ti mesmo”, e nem mesmo porque ambos lidam com matrizes.

Podemos encontrá-lo também ao comparar a trajetória de Neo no interior da Matrix com um dos mais célebres escritos do filósofo Platão, discípulo de Sócrates.

Por ter um poder semelhante ao da Matrix, Neo sempre desconfiou de que a realidade não era exatamente tal como se apresentava.

Assim como sua mãe lidava com a matrix corporal, ele lidava com a matrix mental, auxiliando as mentes a libertar-se das aparências e a buscar a verdade.

Sócrates era filho de uma parteira.

Ele costumava dizer que era impelido por um espírito interior (como Morfeu instigando Neo) que o levava a desconfiar das aparências e procurar a realidade verdadeira das coisas.

Com suas perguntas incansáveis, Sócrates os fazia concluir que não sabiam o que era a coragem.

Sócrates lhes azia perguntas de tal maneira que, embaraçados e confusos, chegavam à conclusão de que não sabiam o que era a justiça.

Porque jamais se contentou com as opiniões estabelecidas, com os preconceitos de sua sociedade, com as crenças inquestionadas de seus conterrâneos.


Com essa pergunta, Sócrates levava os atenienses a descobrir a diferença entre parecer e ser, entre mera crença ou opinião e verdade.


Trata-se de um momento determinante no filme Matrix: Morpheus encontra-se com Neo para lhe explicar que o mundo no qual vive não é o real, nem o verdadeiro.


Trata-se de um momento determinante no filme Matrix: Morpheus encontra-se com Neo para lhe explicar que o mundo no qual vive não é o real, nem o verdadeiro.


Morpheus dá a Neo a possibilidade de escolher entre tomar uma pílula azul ou uma vermelha.

Os humanos são meros escravos de um poderoso sistema de computadores designado Matrix, que controla a mente humana.

Dá para fazer um paralelo com o ambiente corporativo?

Tomando a azul, Neo voltará à sua vida ilusória e superficial ; contudo, se optar pela vermelha, conhecerá a verdade que está por detrás do mundo que julga ser real.

Eles certamente não se iludem com a realidade fantasiada pela Matrix.

Neo arrisca, e opta pela pílula vermelha, conhecendo, finalmente, a complexa verdade por detrás do seu mundo de aparências.

O bicho pegando na empresa, e a galera hipnotizada pela Matrix, totalmente alheia a tudo, acreditando na falsa mensagem subliminar: “Está tudo certo, fique onde está…”.

Já escolheram a pílula vermelha faz tempo, e atingiram o topo após muita confrontação com o status quo.

Por outro lado, existem os que optam pela pílula vermelha (amarga…), e se negam a viver no mundo da pílula azul, ou, como no filme, recusam-se a ser iludidos pela Matrix.

Coincidentemente, nunca vejo um deles reclamando de falta de recursos, nem que o mundo conspirou contra, ao contrário, vejo profissionais ávidos por caçar e resolver as buchas das quais a maioria foge.

Os problemas nunca estão isolados do contexto, ou seja, solucioná-los requer resiliência, disciplina e método.

No mercado de trabalho, a pílula azul (docinha…) é a preferida dos funcionários.

O mundo real é difícil de ser encarado, porque solucionar problemas é sempre uma tarefa muito mais árdua do que parece à primeira vista.

Optam pelo caminho da realidade nua e crua, onde há milhares de problemas a serem resolvidos.

Gosto muito de ler o caderno de empregos do jornal O Estado de S. Paulo aos domingos, não para procurar emprego, mas para ler a entrevista com algum CEO brasileiro, que relata o que fez para chegar onde chegou.

Se você for a fundo e investigar a entrega de resultados da turma, certamente ficará decepcionado, principalmente por que o discurso e a realidade insistem em se contradizerem, apesar da multidão dos papeis que cobrem as mesas, causando a falsa sensação de excesso de trabalho e falta de gente.

Claro que sim! Não vivem de ilusões, nem de aparências.

Verificam os e-mails, corporativo e pessoal, checam se há novidades nas redes sociais – que foram conferidas  5 minutos antes da jornada se iniciar – e ficam de frente para o computador, numa torcida acirrada para acabar logo o dia e ninguém trazer nenhum problema ao longo do expediente.

A Matrix quer te fazer pensar assim, mas não se deixe enganar!


O que é real? Como você define o 'real'? Se você está falando sobre o que você pode sentir, o que você pode cheirar, o que você pode saborear e ver, o real são simplesmente sinais elétricos interpretados pelo seu cérebro.
(filme Matrix) O Pensador